30 março 2007

Fragilidade

Sentiu uma superficialidade entre os seus amigos. Sabia que por detrás dos brilhos existia algo fútil e pequenos entre eles. Que mundança é essa? -Perguntava-se. Ou será que a mudança se deu nela mesma, e estava culpando os amigos?! Eles faziam parte de sua vida, momentos compartilhados, noites de agitos, farras, biritas, vida agitada. Por detrás disso a sensação de vazio. Um amor profundo mas não correspondido.
Quando resolveu "lavar a alma" e fazer uma plática no seu interior, logo percebeu a fragilidade que existia nesse mundo imaginário. Todos foram caindo, caindo, caindo um por um. Teve dor, lágrimas, sofrimentos, feridas a céu aberto.
A primeira alegre, divertida, irmãs siameses. O segundo mais que irmão, ombro amigo, melhor amigo, juras eternas e a terceira conselheira, cabeça feita, dedicada e preocupada. Amigos para sempre. Tinha muita saudade. Muita mesmo principalmente dos AMIGOs e mais ainda do para SEMPRE.
"Criamos bolhas de sabão em nossas vidas, e o vento sopra tão forte que este se quebra ( Tratando de sentimento, este não se quebra, mas dói). Dói tão forte que não consigo colocar para fora, dói que ja me acostumei com essa dor. Mas depois da dor, vem o cuidado e logo em seguida a cicatrização. E quando cicatrizada está sarada." diz a menina com olhos tristes.
A menina estava cicatrizada, muitas vezes sem saber a explicação para tal fragilidade para uma amizade...Sabia que podia sair da vida deles, mas eles jamais sairão das suas, por quê os amava. Sabia onde estivesse Deus cuidaria da vida de cada um deles.
E mesmo que eles não acreditassem a menina sempre esperou por um beijo e abraço. Um beijo desejado. Não aquele beijo do dia-a-dia, mas aquele que é dado com amor. Por que muitas vezes a menina deu o beijo, mas eles não sentiram. Mas a verdade foi que ela deu.

Um comentário:

  1. É bem verdade que nossas amizades são feitas através de interesses pessoais e a melhor maneira de testar se ela realmente é verdadeira é dizendo um "não".
    Na nossa vida fazemos muitas amizades mas perdemos a maioria delas e umas até voltam mas só as verdadeiras permanecem. No meio tempo, nada melhor que Deus para nos consolar. Por muitas vezes troquei meu melhor amigo por amizades fúteis e infrutíferas. hoje, após apanhar muito nessa história vi em quem realmente me apoiar.
    Beijão Pérola.

    ResponderExcluir