10 agosto 2007

Primeira orquestra de aço do Brasil embala culto evangélico

Palmas acompanhando a música no estilo caribenho, em diversos ritmos

Palmas acompanhando a música no estilo caribenho, em diversos ritmos. Entre eles, forró, baião e reggae. As letras das músicas, com mensagem de amor, alegria, esperança e paz. Um som maneiro que não foi feito nem por violinos e violoncelos, onde as notas musicais são emitidas através de tambores de aço, que embalaram um culto evangélico. Uma multidão de pessoas entronizando a presença de Deus, e um comentário – “Uhu!!! Que som irado.”
O cenário descrito aconteceu ontem, na Igreja Batista Central (IBC), e a animação se deu pela primeira orquestra de aço do Brasil. A orquestra nada convencional é chamada de Kerusso. O nome de origem grega que significa “proclamação de boas notícias” é liderado pelo missionário tritiano, Christopher Hewwit, que hoje mora no Brasil. Segundo ele, a boa notícia é o evangelho de Deus. “Deus se importa com cada um. Independente de cor, raça e cultura. Ele enviou seu único filho, Jesus Cristo, por amor à humanidade”. Ele diz que através desse amor, reuniu-se com mais 24 músicos maranhenses, e misturou cultura popular com a mensagem bíblica. “Somos apaixonados por cultura popular, e mais ainda por Jesus. Interessante porque ninguém sabia tocar este instrumento. Com dedicação e temor a Deus, hoje sabem tocar, e levar alegria para as pessoas”, analisa o maestro Christopher.
Os instrumentos musicais são feitos à mão, há mais de 50 anos, em Trinidad e Tobago no Caribe. A ilha era um dos postos de abastecimento de navios durante a 2ª Guerra Mundial. Quando a guerra acabou, os moradores começaram a usar os barris de petróleo como instrumentos de percussão. Dependendo do tamanho, emite os sons de soprano, tenor, contralto, barítono e baixo, comparáveis ao violoncelo, piano, órgão, violino e outros instrumentos retumbantes. Carolina Andrade, 19 anos, estudante de Comunicação, que visitava pela segunda vez a igreja, achou o estilo diferente, mas aprovou dizendo: “Cara, muito massa. É divertido, alegre e coloca para cima. Adorei. Dá para dançar salsa”, comenta a estudante. De sua primeira apresentação em Fortaleza, a convite do Encontro de Pastores e Líderes (EPL), da IBC, a orquestra Kerusso segue uma turnê internacional para África.

Um comentário:

  1. Bem a sua carinha...
    Não sabia que vc escrevia, descrevia tão bem, mas sempre soube que é muito mais que uma carinha linda.
    Parabéns...
    PS: Foi muito bom conversar com vc ontem.

    ResponderExcluir