11 maio 2010

Apenas um conto

A menina narcisista achava feio o que não era espelho. Rejeitava tudo que não estava de acordo ou conforme com seu parâmetro, seja ela de beleza, leveza. Um dia, após machucar diversas pessoas (claro os narcisistas machucam muito), ela se deparou de como era feia. Chorava, chorava, chorava. Nada se podia mudar. Afinal, a vida inteira fora assim.



Mas, resolveu escutar sua sábia mãe: -Filha, quanto mais você sofre mais você se coloca no lugar dos outros. E é essa beleza que realmente importa.


Assim, sendo respeitou os seus avessos e aprendeu a valorizar as pessoas pelo que elas são, não pelo que ela julgasse como fossem.






Moral da história: Ninguém é assim, cresceu assim e morreu assim, a não ser que não queira. A menina narcisista quis mudar e você também quer mudar?
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário